terça-feira, 25 de outubro de 2011

A bem-aventurança da amizade


Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. 1ª Coríntios 13:1.

Nunca alimente o desejo de ódio e vingança. Não seja extremamente exigente com as pessoas. Não se precipite quando sentir vontade de reagir. Pare. Observe. Passamos a amar não quando encontramos uma pessoa perfeita, mas quando aprendemos a ver perfeitamente uma pessoa imperfeita. Ninguém é totalmente bom ou totalmente mal. Todos nós temos defeitos.

Então, seja amigável. Ame. Amor e amizade são suportes que viabilizam a felicidade e acabam com a tristeza. Ao lado de amigos, duplicamos a alegria e dividimos problemas.

Uma pessoa amiga escreveu algo que eu concordo plenamente: A medida que nos conscientizamos que o egoísmo nos diminui; o preconceito nos cega; a indiferença nos isola; a inveja nos corrói; a cobiça nos destrói, damos uma grande oportunidade a Jesus de nos dar um novo recomeço.

Então, não se negue a recomeçar sempre que precisar. Lute contra os obstáculos que encontra em seu caminho. Fixe seus olhos no aqui e no agora. Traga para hoje apenas as lições positivas que recebeu no passado, esqueça o rancor e tudo que provoque desânimo.

Seja amigável sempre. Permita que as pessoas olhem para você e se sintam privilegiadas em conhecer você. Apague com sorrisos as tristezas que desejam assaltar sua alma. Sorria para todos. Existe ações cíclicas ao sorrir: o sorriso contagia, quem ri faz outros rirem; quem você faz sorridente logo fará você  gargalhar sentindo muita felicidade.

Faça isso e você construirá um futuro sólido.

Não tenha medo de encontrar o final feliz. A vitória melhora o sabor da vida. Sucesso não é a chave para a felicidade. Felicidade é a chave para o sucesso.

É um bem-aventurado quem sabe cultivar amizades e tem sorriso fácil!

E.A.G.

Nenhum comentário: