quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Jô Soares e as opções por entrevistados fracos

Zapeando, nesta madrugada encontrei o Jô entrevistando um ateu. Parei... 

Eu sempre assisto o Jô por causa de quem ele entrevista, sempre foi assim. E como quase todos os ateus, a tal pessoa que estava no estúdio tentava fazer humor com a fé alheia. Ele se dizia dotado do atributo divino da onipresença e estava sempre online (sic). 

O entrevistado deu informação de um site, como se este site estivesse bombando na Internet. Fui checar, e nas três tentativas que fiz na busca pelo nome do ateu, surgiram opções de pessoas homônimas. Insisti buscando a pesquisa pela opção das imagens. Nada!

Sou insistente. usei três provedores diferentes: Mozilla Firefox, Interner Explorer e Netscape Navigator e recebi deles a mensagem de erro HTTP 500: "Error establishing a database connection". Isto é, o site tem erro de programação; erro de conexão.

A entrevista foi uma aposta do Jô? Se for, parece-me blefe. E blefar contra a audiência jamais será um bom jogo para o apresentador.

Quis ver no que ia dar aquilo, e a salvação do Jô veio com o entrevistador seguinte: o professor de História do Brasil da UFRJ, José Murilo de Carvalho, falando sobre democracia, cidadania. Mas até aí houve algo pitoresco. O docente comentou sobre seu livro e o apresentador quase fez beicinho ao perguntar se ele havia levado um à entrevista e a resposta foi não. O Jô teve que se contentar em ser presenteado com uma revista , que o entrevistado colabora como articulista.

E.A.G.

Nenhum comentário: